quinta-feira, 14 de março de 2013

Protected in Paradise - Capítulo 10 - You can't expect me to be fine

Você virou as costas para o amanhã porque você se esqueceu de ontem. Eu te emprestei o meu amor mas você o jogou fora. Você não pode esperar que eu esteja bem. Eu não espero que você se importe. Sei que disse isso antes, mas todas as nossas ligações foram destruídas.


Candi P.O.V - Se quiser ler esse capítulo no anime clique (aqui) + BÔNUS DE DIV NO FIM DO CAPÍTULO
Eu odeio ele, odeio ele, odeio ele, ODEIO, ODEIO, ODEIO!
Idiota. Filho de uma puta. Desgraçado. Como ele teve coragem de fazer isso comigo? Me diz, como ele pode fazer isso? É claro, agora tudo fazia sentido, tudo fazia total sentido. É claro que o meu pai não estava sendo legal comigo, é claro que ele não confiava em mim, ele colocou um segurança na minha cola sem eu ao menos perceber, ele fez tudo as escondidas e a trouxa aqui não só caiu como um patinho como também se apaixonou por ele. PORRA CANDICE! Por que você tem que ser tão ingenua? Achar que alguém como ele poderia se apaixonar por você, isso jamais , nunca aconteceria. Ele é só um segurança, um segurança e foi tudo uma mentira. UMA GRANDE MENTIRA.
As lágrimas quentes escorriam sobre minha face quando eu entrei dentro do carro do meu irmão que estava na garagem. Eu não fazia ideia de como se dirigir, só tinha algumas aulas na auto escola mas nunca consegui tirar a carteira. Mas foda-se eu não queria ficar em casa, eu queria desaparecer do mapa. Consegui dar ré mas acabei batendo na traseira da Ferrari do Justin, foda-se de novo. Os seguranças estavam abrindo o portão quando ouvi gritos atrás de mim, me virei e o vi chamando por mim mas eu não ia voltar. Eu não ia mesmo. Ele correu e começou a bater na janela me mandando parar mas eu simplesmente o ignorei e segui para qualquer lugar bem longe dali.
Eu estava com tanta raiva, eu sentia uma dor tão grande, era como se o meu coração sangrasse por dentro. Ninguém faz ideia do que é perceber que tudo que você viveu era apenas uma mentira. Tudo que aconteceu durante esse mês passava na minha cabeça como um filme me mostrando o quanto eu era estúpida. Eu estava a caminho da casa da Stacy, minhas pernas estavam bambas, minhas mãos tremiam e os meus olhos estavam embassando por causa daquelas malditas lágrimas. Freei bruscamente na porta da casa dela, nem sei como consegui chegar até lá. O segurança imediatamente abriu o portão pra mim e eu corri para dentro, nem se quer cumprimentei meus tios que estavam sentados na sala de estar, subi as escadas as pressas e abri a porta do quarto dela.
- STACY! - gritei correndo para abraça-la em meio ao desespero- Stacy me ajuda! - minhas mãos apertavam suas costas com força.
- Candice o que aconteceu? - perguntou confusa correspondendo ao abraço - Pelo amor de Deus fala alguma coisa!
Mas eu não conseguia, eu não conseguia dizer nada, só conseguia soluçar, tremer e tentar entender o que não era pra entender. Eu buscava no fundo do meu coração uma explicação pra tudo isso mas não tinha, era a realidade e eu tinha que aceitar isso. Stacy me sacudia tentando me fazer falar mas as palavras estavam presas na minha garganta, eu me sentia completamente sem vida, eu sentia pontadas atingindo o meu peito descompassadamente, as lágrimas quentes faziam meus olhos arderem e eu me sentia invunerável, eu me sentia a pior pessoa do mundo. Era como se o mundo estivesse desabando sobre a minha cabeça e eu não pudesse fazer nada para impedir, era como se tivessem me tirado o ar.
- Fala alguma coisa Candi, fala alguma coisa! - suas mãos me sacudiam, ela estava desesperada e confusa -  Foi o Math não é? O que ele fez com você? - me sentei na cama encarando o nada- Porra diz alguma coisa!
- Ele é um idiota Stacy, um idiota, eu odeio ele, odeio ele, odeio meu pai, odeio todo mundo daquela maldita casa. - gritei demonstrando a raiva que sentia dentro de mim.
- Eu falei pra você dar um tempo pro Math, cara, ele não é homem pra você. Fica calma, eu tô aqui com você. - ela me abraçou de lado.- Vai ficar tudo bem.
- Não tem nada haver com o Math. - esbravejei limpando as lágrimas- Foi o Justin.
- Justin? - arqueou a sobrancelha confusa.
- Ele não é meu amigo, ele nunca foi. - chutei uma sandália que estava de baixo da cama.
- Eu não estou entedendo nada, o que ele fez? - ela se levantou pegando a sandalia e a colocando dentro do seu closet.- Olha Candi você nunca vai entender que ele não quer nada com você? É só amizade, devia ficar feliz, ele é um ótimo amigo, está sempre te ajudando...
- Ele é um segurança que o meu pai contratou Stacy! - falei com ódio.
- O que? - arregalou os olhos levando sua mão até a boca.- Não pode ser, isso não....
- É a verdade, eu ouvi ele conversando com o meu pai agora a pouco. - as lágrimas pediam pra cair novamente- Você faz ideia de como eu me senti?
- Eu estou completamente chocada.- admitiu encostando-se na parede.- Que filho da puta.
- Eu fiquei um mês tentando ser o que eu não sou, tentando impressionar ele e ai eu descubro que ele é o meu segurança? Fala serio, ele só estava, só estava fazendo trabalho dele, não tinha nada mais que isso. Foi tudo uma mentira, uma mentira prima.
- Não fica assim vai, não é a primeira vez que seu pai coloca um segurança na sua cola.
- Agora é diferente, é o Bieber, é ele, é o cara por quem eu estou apaixonada.- fechei o punho com raiva- Isso não é nenhum pouco justo.
- Não fica assim, ele é um otário. - ouvimos o barulho de um carro vindo lá de fora, congelei, será que era ele? Será que ele tinha me seguido? Stacy se levantou já que eu não tinha forças para fazer isso, ela abriu a cortina e logo depois se virou pra mim - Relaxa, é só o papai e a mamãe saindo.
- Posso ficar aqui? - pedi deitando a cabeça no travesseiro- Eu não quero ir pra casa.
- Mas é claro que pode, vou te mimar até você sorrir coisa feia.- senti seus braços me envolverem, ela sempre me faz sentir melhor- Podemos até sair pra uma festa, o que você acha?
- Eu não tô a fim de ficar bebada hoje, eu só quero chorar, comer chocolate, aquelas coisas de sempre, sabe? - ela riu pelo nariz- Ser uma garota normal de vez em quando é legal.
- Mas você não é assim, lembra quando você brigava com o Luan? Eu odiava ele, foi o seu primeiro namorado, a gente saia pras festas e ele ficava morrendo de raiva.
- Eu lembro, uma vez nós pegamos o carro dele e você bateu em um porte. - consegui dar meia risada.
- Acho que ele nunca descobriu que foi a gente por que nós deixamos o carro lá e fugimos.
- Ele ficou de castigo duas semanas e foi quando eu trai ele e nós terminamos.
- Já tava mais do que na hora, você só tinha 15 anos. - falou beliscando meu braço.
Nós ficamos ali jogando conversa fora, nos lembrando das encrencas em que nos metemos, e não foram poucas. Só ela pra me fazer rir numa hora dessas, quando tudo parece estar perdido, sem cor, sem vida, lá está ela me colocando pra cima. Depois de algum tempo nós fomos pra cozinha fazer brigadeiro. Eu me sentei no balcão enquanto ela fazia já que eu não levo muito jeito pra cozinha sabe. Eu tentava esquecer, tentava tirar aquela coisa da minha cabeça mas parecia que toda vez que eu fechava os olhos eu o via aquele sorriso, aquele mar de mel e podia ouvir o timbre de sua voz. Eu me lembrava de todos os momentos que passamos nesse último mês. Ele me salvou umas milhões de vezes, me defendeu, cuidou de mim, nós rimos, brincamos, nos divertimos, pulamos em cima da cama, pulamos da escada, tocamos violão, nos afogamos na piscina... nós fizemos tantas coisas legais que eu sinto como se o meu coração fosse sair pela boca toda vez que percebo que foi uma grande mentira, uma mentira das mais grandes e dolorosas, que ele nem se quer se preocupou se me faria bem ou mal, se eu poderia sair machucada ou não. É como se tivessem me apunhalado pelas costas sem pensar se eu poderia sangrar ou não. Acho que nem se eu tivesse me cortado eu me sentiria tão estúpida como agora.
- Srta. Candice tem um garoto ai na porta querendo falar com você. - exclamou Lalinha, uma das empregadas da casa entrando na cozinha.- Ele está muito alterado.
- Diz pra ele que ela não está aqui. - ordenou Stacy enquando mechia o brigadeiro no fogo.
- Não. - pedi- Espera, eu vou falar com ele, vou mandar ele sumir da minha vida. - falei ríspida me levantando.
- Mas Candi é melhor não. - alertou Stacy .
- Deixa, eu preciso fazer isso.
E lá estava ele no jardim, tinha as mãos no bolso da calça e fitava as flores franzindo o cenho enquanto chutava as pedrinhas soltas na grama. Ele parecia impaciente e tinha um semblante triste, eu não gostava de vê-lo daquele jeito e me sentia uma idiota por isso, por que apesar de tudo eu não conseguia odia-lo nenhum pouco, pelo contrário, eu o amava, eu amava ele e isso fazia tudo ser mais doloroso. Quando ele me viu suspirou tristemente e caminhou em minha direção. Eu não queria fraquejar na frente dele, não, eu não podia.
- Candice... - ele sussurrou
- O que você quer? - levantei o olhar encarando-o com furia.
- Me desculpa. - ele segurou meu braço me impedindo de sair- Por favor, me perdoa.
- Sai daqui Justin, sai! - gritei nervosa- Eu não quero saber de nada, eu não quero ouvir nada, eu só quero que você vá embora e nunca mais olhe na minha cara.
- Eu não posso fazer isso, eu não posso te deixar Candi. - suas mãos acariciavam o meu braço me causando arrepios- Eu preciso proteger você.
- Tá com medo de perder o seu emprego? - ri debochada- Pois você já perdeu idiota, vai embora.
- Não tô nem ai pra essa droga de emprego, eu só quero que fique tudo bem, eu juro, juro que eu estava sendo eu, você é incrível Candi.
- Me solta, me solta! - puxei meu braço dele- EU ODEIO VOCÊ!
- Não faz isso comigo. - ele pediu com os olhos marejados, até chorar ele finge- Eu preciso de você linda, eu preciso de você.
- Precisa? - ri sem vida- Tudo que você precisa é do dinheiro do meu pai, você nem se importou em me perguntar o que eu achava disso, você simplesmente se infiltrou na minha vida, você jogou sujo Justin! - quase cuspi as palavras na cara dele- Olha aqui, você não precisa me pedir desculpas, não precisa fingir que se importa, tudo bem, você fez o que o meu pai pediu, você fez o seu trabalho, meus Parabéns, você conseguiu me enganar, conseguiu me fazer ficar apaixonada por você e usou isso ao seu favor. Você deveria ganhar o Oscar de ator do ano.
- Não fala isso Candi, por favor não fala. - suas mãos seguraram meu rosto me obrigando a olhar pra ele, seus olhos estavam umidecidos pelas lágrimas- Esse foi o melhor mês de toda a minha vida, eu juro por Deus que não foi uma mentira.
- PARA DE MENTIR! - gritei empurrando ele pra longe- EU NÃO QUERO MAIS TE VER, EU NÃO QUERO MAIS OUVIR FALAR DE VOCÊ, DÁ PRA ME ESQUECER POR FAVOR? EU VOU FINGIR QUE VOCÊ NUNCA EXISTIU, NUNCA.
- Você tá falando coisa com coisa. - disse irritado- Você só fala merda, dá pra acreditar em mim? Eu estou dizendo que não foi uma mentira, acredita porra!
- Você não tem o direito de falar assim comigo. - reclamei dando dois passos pra trás.
- Para de agir como uma garota mimada, PARA! Eu juro por Deus que não te conhecia naquele dia na boate, eu não fazia ideia de que seria seu segurança, eu só desci do carro por que você se jog...
- CHEGA JUSTIN! - interrompi- Eu não quero saber de nada entendeu. NADA.  E agora eu vou sair e você vai embora por que eu não quero te ver nunca mais.
- Mas Candice...
- Adeus Justin. - me virei de costas e bati a porta na cara dele com força, escorreguei no chão apoiando minhas costas na porta e deixei com que as lágrimas caíssem inundando o meu rosto, eu sentia como se o mundo tivesse desabado sobre a minha cabeça e eu simplesmente não podia fazer nada para mudar isso.  Abracei os meus joelhos, eu não conseguia ver e nem sentir nada além de um grande vazio prostado no meu coração.
- Candice, você tá bem? - as mãos gélidas de Stacy me chacoalharam em desespero.
- Só me abraça, só me abraça. - pedi me aconchegando naqueles braços que sempre, sempre me confortaram de alguma maneira.
***
Tinha dormido na casa da Stacy e ela bem que tentou me animar, mas eu simplesmente não conseguia e nem podia sorrir diante de tudo que estava acontecendo, as coisas ainda estavam tão confusas na minha cabeça, eu me sentia tão, tão magoada e usada. Certo, ele nunca me deu moral nem nada do tipo mas porra, eu me apaixonei por ele, pelo jeito dele, por tudo, eu achei que ele pelo menos era o meu melhor amigo, achei que ele realmente se importasse e agora, agora tudo que eu queria era saber quem ele é de verdade. Será que até mesmo sua personalidade ele fingiu? Eu abro meus olhos e ficando imaginando, quantas vezes ele não deve ter me achado uma completa idiota? Quantas vezes ele não deve ter ficado entediado enquanto eu contava sobre como tinha sido o meu dia de aula? Quantas vezes ele deve ter pensado que poderia estar em qualquer outro lugar com uma mulher exuberante e gostosa em vez de estar com a filhinha mimada e rebelde do prefeito? Merda, eu sentia uma puta raiva dele nesse exato momento, raiva dele, do meu pai, da minha mãe, do meu irmão, de todos que me enganaram. Ridículos.
Thomas Mckenzie mandou um carro pra me buscar pois eu jamais poderia dirigir nessas condições segundo ele. Condições? Ah, do tipo matar a primeira pessoa que eu ver pela frente ou bater o carro no primeiro poste depois de passar pelo portão. Abri a janela e senti o vento soprar sobre minha face enquanto o motorista dirigia pelas calmas e serenas ruas de Jacksonville e pensei em como ele tem os olhos lindos. Quem? O Justin oras. Parece que toda vez que o vento sopra eu vejo aquele sorriso lindo formando uma covinha no canto da boca, parece que toda vez que eu respiro sinto as mãos dele entrelaçadas as minhas num encaixe perfeito e então eu abro os olhos e tenho que enxergar a realidade. Eu sou apenas uma garota boba e iludida. E ele? Ele é o Justin, Justin Bieber. Bonito, independente, cavalheiro, sedutor e claro, o meu ex segurança. O tipo de pessoa que jamais olharia para uma pirralha estérica e dramática.
Assim que o carro parou na garagem desci do mesmo e sai correndo para dentro de casa. Abri a porta e tive que encarar o violão do dia anterior, ele estava em cima de uma mesinha perto do guarda casacos. Engoli em seco e procurei por alguma mísera lágrima mas elas haviam desaparecido completamente deixando apenas um eco, um vazio impreenchível. Virei a cabeça notando a presença da minha mãe. Madelyn Mackenzie estava sentada no sofá de pernas cruzadas apertando descontroladamente o controle remoto a procura de algum programa de beleza ou provavelmente sobre famosos procurando por algo que eles tenham que ainda não tenha. Como sempre bem vestida, carregada de maquiagem e com seus olhos incrívelmente bem azulados como os meus fixos na tela sem animação alguma. Seus belos cachos dourados caiam em seus ombros de forma deslumbrante e o seu salto de 15 centímetros parecia afundar o chão de tão alto. Olhando pra ela eu realmente percebo que nasci na família errada, ela é a minha mãe e eu a amo mas todos os dias da minha vida desde o meu nascimento eu tento encontrar nela algo em comum além da aparência e adivinha, eu nunca encontro nada.
Respirei fundo subindo as escadas rapidamente antes que ela começasse a dizer coisas que eu não estava disposta a ouvir. Adrentei ao meu quarto aonde joguei a minha mochila mal arrumada em cima da cama junto com o meu celular e tirei o meu all star jogando-o em qualquer lugar daquele cômodo completamente bagunçado. Fui até o closet e peguei uma muda de roupa voltando para o quarto e me deparando com a minha mãe sentada acomodamente na minha cama. Tirei a minha calça e a minha blusa jogando-as no cesto de roupa suja e suspirei ao me olhar no espelho, porra, eu estava horrível. Caminhei em passos largos até o banheiro e lavei meu rosto passando um pó bem de leve para tirar aquela aparência deplorável em que eu me encontrava. Minha mãe ainda estava no mesmo lugar me observando sem dizer nada, mas tudo bem, ela estava prestes a dizer e ia ser uma conversa muito chata e tediosa. O problema da minha mãe é que ela não entende de nada além de moda e alta sociedade, então quando ela vai tentar me dar lição de moral ela escolhe as piores palavras, sinceramente até uma criança de sete anos falaria coisas mais inteligentes do que ela.
- Filha nós precisamos conversar. - falou apoiando as costas na parede fria.- Sobre o que aconteceu ontem...
- Mãe nós não temos nada pra conversar, eu não tô nem ai pra vocês entendeu? Nem ai. - reforcei- Se gostam de enganar seus filhos bom pra vocês, não quero saber disso.
- Candice por favor não fala assim, nós não enganamos você, e eu só fiquei sabendo disso quando voltei de viagem lembra? - sua voz soava descompassada- Eu juro que não sabia de nada. Mas de qualquer forma essa não foi a minha intenção, nós só queriamos proteger você querida.
- Me proteger? - gargalhei debochada abotoando a minha blusa- Que maneira mais legal vocês encontraram de me proteger hein, parabéns. Contrataram um cara gostoso pra fingir ser meu amigo, eu me apaixonei por ele e então o obedecia quando na verdade eu costumava agir insanamente. - corri os olhos pela penteadeira a procura de um lápis de prender coque- Serio, vocês estão de Parabéns mesmo.
- Não aja como se você fosse a vítima da história, as coisas não são exatamente como você diz!
- Ah não? - me virei pra ela- Então como as coisas são? Por que nada muda o fato de que os meus pais jogaram sujo, muito sujo. Graças a Deus ele não me deu bola e aliás nunca daria, imagina como eu poderia ficar magoada? Mais do que eu já estou.
- Tenta entender...
- Eu não quero entender. - rosnei prendendo o meu cabelo.- Agora me deixa em paz por que eu vou sair e não sei quando volto.
- Você não vai sair coisa nenhuma Candice! - protestou cruzando os braços.- E você não tem o direito de falar assim desse rapaz, tudo bem, ele era seu segurança, mas e dai? Vocês tiveram bons momentos e eu tenho certeza de que isso foi real, então pra que pirar? Candi eu só não voltei pra casa da sua vó depois do jantar com o presidente por que ele me pediu pra ficar, por que ele disse que você sentia a minha falta por que todos aqui só sabem trabalhar, eu me senti a pior mãe do mundo...
- É, ai você ficou e eu te contava sobre ele, dizia que gostava dele, e o que a senhora fazia? Olhava na minha cara e dizia que nós não combinávamos, que era isso, que deviamos ser só amigos, que é por isso que ele não me dava bola, mãe pelo amor de Deus, você sabia que eu estava a fim dele e nem se quer fez alguma coisa. Eu não quero pirar com isso, eu vou sair. - peguei a minha bolsa em cima da cadeira.- E não adianta falar nada por que eu vou sair do mesmo jeito, tchau. - me virei de costas deixando-a falando sozinha.
***
Justin P.O.V
Tentava me acostumar com a claridade da luz da manhã que aquecia o meu rosto me obrigando a abrir os olhos, mas a minhas pálprebras pesavam toneladas e eu sentia que a vida lá fora era tão insuportável que tudo que eu queria era dormir até a lua aparecer novamente. Fitei o teto por alguns segundos e torci o nariz irritado com os últimos acontecimentos. Puta inferno. Por que ela tinha que ter descobrido tudo agora, e desse jeito? Por que, me diz por que? Não faz sentido, não faz sentido nenhum. Estava tudo indo tão bem, apesar de ser difícil, eu estava conseguindo me controlar perto dela, eu estava sendo eu mesmo, porra, eu me apaixonei por cada detalhe daquela garota e isso é uma puta falta de sacanagem. Agora ela me odeia com todas as forças e com razão, eu posso até imaginar as loucuras que ela não deve estar fazendo agora tentando expor a sua raiva, ela sempre a coloca pra fora da forma mais insana que encontra. E tudo por minha culpa, minha culpa. Eu devo ser o pior ser humano do mundo. Eu me sinto culpado e ao mesmo tempo tão idiota por ter me apaixonado por ela. Ela é tão mimada, tão teimosa, tão estérica, tão maluca, tão... tão linda.
Argh. Levantei cambaleando da cama e entrei de baixo do chuveiro deixando com que aquela água quente levasse embora todos os resíduos da noite passada. Sai do banheiro e vesti apenas uma cueca e um short, depois ajeitei o meu cabelo fazendo o topete de sempre e peguei o meu celular que denunciava várias chamadas não atendidas do Chaz, do Ryan e da minha mãe. Eu não estava nem ai para  o mundo lá fora, eu só queria esquecer que existe vida fora desse apartamento. Eu me sinto como um adolescente bobo que acabou de ter o coração partido, ou melhor, acabou de partir o coração da sua garota. Desci a pequena escada até a cozinha e me deparei com ela,  porra, tinha até me esquecido da Spencer. Ela tinha dormido aqui em casa ontem, eu bebi pra caramba e devo ter falado coisas completamente sem nexo. Me lembro de que fizemos um sexo bastante selvagem após ficar bebado como um daqueles caras que ficam viúvos e passam a noite tomando umas no bar ou talvez tão bebado como na minha formatura do Colegial. E lá estava ela vestida apenas com uma das minhas camisetas sociais azuis que deixavam amostra suas belas pernas e metade de sua bunda. Ela sorriu ao me ver e eu devolvi um sorriso completamente sem vida me jogando em uma daquelas cadeiras que eram quase da altura do balcão. Antes que ela pudesse pronunciar alguma palavra o meu celular começou a tocar descontroladamente, acho que foi nesse exatato momento que eu realmente acordei. Olhei para a tela sem ânimo algum, "Thomas Mackenzie" dizia na chamada. Rejeitei sem pensar duas vezes mas ele insistiu. Porra precisa me ligar pra dizer que eu estou demitido? Eu já entendi isso, assim como entendi que pela primeira vez na vida eu não vou conseguir terminar uma investigação proposta a mim. E pensar que isso poderia nos levar para o primeiro pavilhão. E pior de tudo, ainda perdi uma garota incrível. Funguei irritado e atendi aquela merda de ligação.
- Fala. - disse ríspido.
- Justin aqui é o Thomas, estou ligando pra falarmos sobre o que aconteceu. - permaneci em silêncio e ele continuou- Espero que você continue trabalhando pra mim.
- O quê? - perguntei incrédulo.- A sua filha me odeia, ela nunca vai me querer ai de novo.
- Que nada. - riu debochado- Minha mulher acha que ela está perdidamente apaixonada por você, pro seu azar Bieber!
- Meu azar? - arqueei as sobrancelhas sem acreditar naquilo.
- Sim. - afirmou- Até por que você deve estar acostumado com mulheres mais maduras do que a encrenca irritante e chata que eu tenho como filha, em todo caso ainda preciso de você para controla-la.
 - Mas Sr. Mackenzie... - tentei me controlar, eu queria xingar aquele desgraçado de tudo quanto é nome.
- Nós temos um contrato de três meses, não é Bieber? - ele falou esperando que a frase soasse cínica e carismática.
- É senhor. - respondi seco.- Depois nos falamos, até mais. - desliguei o celular e bati as mãos na mesa com violência fechando o punho.
Quem ele pensa que é pra falar assim da própria filha?
CONTINUA *-*
falem comigo aqui -> http://ask.fm/JBieberHorny 
CAPÍTULO BÔNUS DE DANGER IN VEGAS AQUI
Leu ? Gostou? Tweet isso
Comentem por favor, é muito importante pra mim, obrigada! *-*

66 comentários:

  1. Respostas
    1. Ahhhhhhhhhhh, tadinha dela gente como ela tá triste, você me fez chorar Dricka, tadinho do Justin ta sofrendo também. O pai dela é um completo babaca quero mais que ele se exploda, haha! E Justin e Candi tem que ficar juntos logo, ela tem que perdoar ele, haha! Continua ta perfeito.( Hihi fui a primeira a comenta de novo)

      Excluir
  2. Ahhhh que perfeito! Você sabe que eu to louca pra eles darem o primeiro beijo logo... você deveria deixar o drama um pouco de lado e fazer algo romântico, né Drikaa??!! haha bjsssss @BlessJustin

    ResponderExcluir
  3. OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOMGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG EU RESPIRO ESSA FANFIC, CARALHO MANO! CONTINUA LOGO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Socorro dricka To amando essa fic ela esta simplesmente diwando mto perfaaaaaaaa continuaaaaaaaaaaa

      Excluir
  4. TA PERFEITA *-* Eu queria sabe tbm qual é o nome da música 46 ????????

    By: Rafaella

    ResponderExcluir
  5. muito muito muito perfeito, espero que eles fiquem bem :/

    ResponderExcluir
  6. ai meu corassaummmmmmmmmm
    drika eu não tenho conta no anime e tenho muita preguiça de criar, mas farei isso só por sua causa, se sinta especial u_u kkkkkkk
    porra, tá perfeito demais issooooooooo.
    Coitada da Candi D:
    Coitado do Justin D:
    ela tem que entender logo, ou não, pode rolar mais treta ai né muahahahhahahahhahaha
    Enfim, sem ter muito o que comentar, apenas que você é diva, como sempre digo.
    Continua logo isso aê

    ResponderExcluir
  7. OMG !!! dricka sua D-I-V-A , mais um cap perfeito como todos os outros anteriores, tadinha da Candi e do Justin, estão sofrendo demais, cada dia me surpreendo com essa fic, cada dia fica mais perfeitaaaa, continua logo sua linda , ruum !
    .
    .
    .
    .
    véi, agora vamos falar do bonus de Danger In Vegas:

    OOOOOOMMMMMMMGGGGGGGGG ! QUE PERFEITOOOOOOOOOO KRAA , AWWN O JUSTIN E A JENNY ESTÃO FELIZ COM UMA PRINCESINHA CHLOE, E O JASON NAMORANDO E PEDIU A STAR EM CASAMENTO, QUE PERFEITOS VÉI, VC É MT PERFEITA, BJU :*

    //@biebsfullme

    ResponderExcluir
  8. Ahhhh cara que perfeito!♡♥ sem palavras..bjs vou ler danger in vegas

    ResponderExcluir
  9. wooooooou kra o pai da Candi é muito vadio serião, e o Jus se sentindo culpado, nossa senhora Drika continua pelamor
    bjao dva :*

    ResponderExcluir
  10. kra eu nao acredito, coitada da candice kra eu ia ficar mega puta se fosse eu e mataria o jusin kra ldkdksks mds, mas ele tbm nem tem tanta culpa assim, so um pouco... mas enfim, isso ainda vai dar mt treta, continuaaaaa eu amosou essa fic. Beijossss @juskidr4uhl

    ResponderExcluir
  11. FICOUUUUUUUUUUUUUUUU DIVO AR chão perfeito amei amei suas IBS são magnificas! =D s2

    ResponderExcluir
  12. OH GOSH !!!!
    CONTINUAAAA...DEUS Q CAP PERFEITO FOI ESSE ???
    SÉRIO AMEII ... TOMARA QE A CANDI PERDOE O JUBS :C
    TA PERFECT :)
    BJBJ
    VICTÓRIA

    ResponderExcluir
  13. soooooooooooocorro, mto peerfeito @drewgifted

    ResponderExcluir
  14. OMB . Capítulo Bônus De Danger In Vegas Divando . PQP !!! PORRA SUA DIVA S2 Sua Linda. Suas IB's Divando Como Sempre !!!

    ResponderExcluir
  15. Perfeito mesmo .. Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  16. Perfeitooo cara coitada da maluquinha da Candi... Drika o primeiro beijo tem que ser logoo!! Kk Lol !! :) OH MY GOSH Danger In Vegas mt divoo \o/ palmas pra sua perfeicao amei!! Eu sei nao comentei desde o ultimo cap de Danger BUT eu estou voltando a comentar agora, e pq eu tava lendo pelo o cel e n deu!! Mas ta perfeitooo bjss Drika e continuaaa!!! Bianca Silva

    ResponderExcluir
  17. aaaaaaaaah que perfeição cara continua ta demais @brunabieber1994

    ResponderExcluir
  18. Dricka continuaaa logo minha fia, por favo .... isso ta muito perfeito.. pow o justin ta parecendo aqueles cara, quando termina um namoro, que vai encher a cara e pega a 1 vadia que encontra pra esquecer a outra.... qual é a besteira que a Candice! vai fazer dessa vez? espera q seja uma bem louca... mana eu me identifico muito com a candi pq ela é muito tagarela , como o próprio justin falou, e louquinha. e eu sou assim, só ñ sou tão louca como ela. CONTINUA

    ResponderExcluir
  19. Muuuuito perfeito!!! Vou ler DIV! Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  20. P.E.R.F.E.I.T.O, adorei o " me sinto como um adolescente que acabou de ter ou coracao partir, ou melhor, de partir o coracao da SUA GAROTA" AAAAAAAAA q lindo :'''''(. Continua logo princesa bjs

    ResponderExcluir
  21. Puuuuuuta que pariu ! Ele ainda vai continua sendo o segurança dela ? Eiiiiita , que vai ser fodastico isso mano u_u PORRA ! Bonus de Danger In Vegas , puta que pariu , chorei . Sério mesmo . Perfeito amor ,continua logo *-*

    ResponderExcluir
  22. peeeeeeeeeeeeeeeeeeeeerfeito dms, continuaaaa rs e div, nossa kra que td

    ResponderExcluir
  23. omg que perfeito, tendo um heart attack *OOOO*

    ResponderExcluir
  24. ta mtmtmt diva essa ib haha.. mds.. *--------* continua logo.. oopsjustin aqi

    ResponderExcluir
  25. MDSSSSSSSS CADA VEZ MAIS PERFEITO!!!! CONTINUA

    ResponderExcluir
  26. Consegui comentar; kraaaa.
    Adorei dricka.

    ResponderExcluir
  27. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
    Meu Deus u.u
    Eu vo morrer de emoçao
    Que issu ? Posso matar o " papai " da candi ? *-* deixa vai !!!
    Ok! O capitulo bonus de DIV eu faltei ter um treco !
    Sabeeeeeeeee .... Meio que assim .... Eu tenho a impressao que o Justin ainda sendo o "segurança" da candi vai dar treta u.u , se a louquinha ja ficou assim por que descobriu isso , imagina quando ela descobrir que ele é um agente do FBI ? Que ele quer prender o pai dela ? Fudeu de vez rsrs , mas enfim , voce sabe o que faz u-u e eu te amo , continuaaaaaaaaa princesa minha *-*

    ResponderExcluir
  28. Oh God.. viu maatar o Pai dela cara. continua loglooooo

    ResponderExcluir
  29. capitulo perfeito... e o bônus da DIV ? Chorei muito cara,era tudo o que eu queria.Sorri quando ele falou que estava feliz com a Star e chorei muito quando li aquele fim.Melhor Fanfic de todas,parabéns,você é foda.Protected In Paradise é boa mas não se compara com Danger In Vegas.Sentirei muitas saudades mano,sério... E pode ter certeza que esse será o felizes para sempre que eu nunca na minha vida vou esquecer.Beijooos flô !

    ResponderExcluir
  30. MEU DEUS, QUE PERFEIÇAO, CONTINUA LGO, EU VO MATA O PAI DA CANDI, QUE RAIVA!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  31. OMG, ta perfeito flor continua :)

    ResponderExcluir
  32. cara, eu amei demais esse capítulo, ta perfeito
    @ourwishdrew

    ResponderExcluir
  33. Oooooooonw que lindoo mano , ta perfeitoo demais . Como esse Thomas é idiota , falar essas coisas da própria filha ¬¬' Aaaaah e o Bônus da Danger In Vegas ta PERFEITOOO de maaaais , podia ter continuação né ?? Beijooos <3
    By : Maria Laura

    ResponderExcluir
  34. Amei continua please.. Meu Deus Dricka mt perfeito o capitulo bônus de danger in vegas, mt lindo haushau bem que você podia fazer terceira temporada *.*

    ResponderExcluir
  35. PERFEITO E TRISTE :// MAS ENFIM, CONTINUA DIVADRICKA <33

    @ithoranbiebs

    ResponderExcluir
  36. pfto como sempre drika hahah div ta demais...
    -mc
    -@biebs20pegar

    ResponderExcluir
  37. OMG OMG
    Continua logo amr
    Chorei com esse capítulo , tadinho do Justin e da Candi , na moral eu sou apaixonada pelos dois, eles são tão perfeitos.
    Quando vai rolar beijo ? Ansiosa kk

    Como você consegue ser tão perfeita em ? Comecei a ler suas fics a poucos dias , mais já pirei . E cara to tipo in love com essa , eu me sinto como estivesse vivendo tudo isso . Sabe , é tão lindo que parece ser real . E assim que você consegue ser ótima , ótima não , na verdade você é FODA !

    @_GirlOfBieber (Joice)

    ResponderExcluir
  38. tá ótimo kra >3
    eeeeei quero terceira temporada de div por favor dricka.

    ResponderExcluir
  39. Nossa cara muuuito foda!!
    tadinha da Candice.
    continua beijooos

    ResponderExcluir
  40. Esta simplesmente maravilhoso, qui bom que ela descobriu, agora vai pegar fogo, :D
    mais por favor, nao demora pra posta as outras naoo, e por que nao posta 2 em 2 cap, :D
    poor favoooooooooooor ?!!! by: taina_costa14

    ResponderExcluir
  41. Que capitulo peeeerfeito velho *------*

    ResponderExcluir
  42. eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeita , e agora o que vai acontecer ??????CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA , TO AMANDO!

    ResponderExcluir
  43. awwwn uma fofura só! @worldthedrew

    ResponderExcluir
  44. Kra, que saudade man.
    Adorei dricka, sempre otimo.
    Continua, bjs

    ResponderExcluir
  45. Nurhbuhrbuhbr lindooooooo continua

    ResponderExcluir
  46. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  47. acho que eu nem preciso falar que ta perfeito né dricka, pq ta muito bom. Sinto saudades de Jenny, mas esse tbm ta MUITO bom cara, sério. Eu to com tanta dó da Candi caraaaa, ela precisa saber que o Justin ama ela, e EU NÃO ACREDITO QUE O JUSTIN TRANSOU COM A OUTRA LÁ QUE EU ESQUECI O NOME, NÃO ACREDITOOOOOOO. Dessa vez meu comentário foi curto, to sem ideia. Mas enfim, ta perfeito, ta vida, ta tudo, sério mesmo, to amando, continuuuuuua o mais rápido possível Drickaaaaaa. Vc é foda, sua fic é foda, e etc.
    sinta-se abraçada por mim neste momento
    by: isa r.

    ResponderExcluir
  48. Mds, perfeitoooo continue

    http://imaginebelieberfeverimagination.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Adoraria saber o que você achou do capítulo. :)